CHG CONTINUA COM O TRABALHO DE CONTROLO E ELIMINAÇÃO DO JACINTO DE ÁGUA NO RIO GUADIANA.

No mês de Maio foram utilizados nos trabalhos de extracção de camalote uma média de 30 barcos, 5 retroescavadoras, 5 camiões e um tractor como meio mecânico e 98 trabalhadores, entre os quais se encontra o dispositivo do projecto ACECA que actua na secção B.
Todos os dispositivos estão activos uma vez passado o estado de alarme causado pela COVID-19.
Nas secções B2 e B3 estão a ser efectuados trabalhos de extracção de plantas das lagoas junto ao rio.
A presença de plantas na subsecção A3 foi reduzida notavelmente, por esta razão o estado da subsecção mudou para um estado amarelo (presença de pequenas manchas de jacintos de água).
Nestes meses de Verão com um clima favorável e um aumento da temperatura da água, há um aumento da actividade vegetativa da planta, que apresenta actualmente um aspecto muito vigoroso com a presença de numerosas inflorescências. Estas condições favoráveis favorecem a germinação da planta encontrando pequenas plantas a partir de sementes, neste sentido mantêm-se activos todos os dispositivos de prevenção, monitorização e aviso nas subsecções já limpas prestando especial atenção às possíveis fontes de sementes que estão a ser encontradas.
Em Maio, um total de 14.363,04 toneladas de jacinto de água foi extraído do rio Guadiana.