A CONFEDERAÇÃO HIDROGRÁFICA DO GUADIANA INSTALA CARTAZES INTERPRETATIVOS EM ESPANHA E PORTUGAL

Há um grande alarme social sobre as grandes manchas de plantas no troço urbano do rio Guadiana ao passar por Badajoz. Trata-se de um lírio de água mexicano que nada tem a ver com o jacinto de água.

Como é habitual confundir o jacinto de água com o lírio mexicano, a Autoridade da Bacia Hidrográfica do Guadiana instalou sinais interpretativos, que diferenciam ambas as espécies, em pontos estratégicos do rio Guadiana, com uma maior afluência de pessoas, tanto no lado espanhol como no lado português. Este cartaz interpretativo é financiado no âmbito do projecto ACECA com fundos europeus através do programa Interreg V-A Espanha-Portugal.

No entanto, prosseguem os trabalhos em acções de vigilância de todo o troço do rio para evitar ressurgimento de jacinto de água, e concretamente na zona de Badajoz são equipas de trabalho de vigilância em barcos desde a ponte da auto-estrada A-5 até à fronteira com Portugal, um trabalho em que “o mais trabalhoso é procurar plantas de jacinto de água que possam ser misturadas com o nenúfar”.