A MONITORIZAÇÃO É ESSENCIAL PARA EVITAR A PROPAGAÇÃO DO JACINTO DE ÁGUA

Nos troços considerados limpos de jacinto de água, o trabalho de vigilância está a ser essencial para evitar a sua propagação, uma vez que pequenas massas desta planta foram encontradas a apodrecer no rio e nas lagoas próximas, e foi imediatamente removida. Neste trabalho colabora o projecto ACECA com a vigilância na secção B evitando o recrescimento maciço de plantas e a sua introdução em Portugal.

A secção afectada pelo jacinto de água é reduzida a pouco mais de sete quilómetros, desde a jusante da Ponte de Bramble até à Tesoura. A Confederação Hidrográfica do Guadiana continua o trabalho de extracção com uma equipa de extracção diária composta por 27 barcos, quatro retroescavadoras, quatro camiões e um tractor com uma pá como meio mecânico e uma equipa humana de cerca de 100 trabalhadores.

Nos próximos meses, está previsto reforçar o trabalho de vigilância e extracção nas secções com presença residual nas margens ou ilhas, prestando especial atenção a possíveis fontes de sementes que tenham sido encontradas nos últimos meses.